O melanoma é uma espécie de câncer de pele. Na verdade é o tipo que mais mata, ainda que seja o mais raro, atingindo a marca de apenas 1% dos casos de câncer nessa região. Entretanto pode ser prevenido com o uso do protetor solar.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer estima se que nesse triênio a cada ano serão diagnosticados 8,45 mil casos de câncer do tipo melanoma no Brasil, sendo esses 4,2 mil em homens e 4,25 mil em mulheres.

O melanoma se desenvolve especialmente em pessoas de pele clara e loiras, entretanto ocorre naquelas que são expostas ao sol de forma intensa.

Publicidade

Dificilmente você terá esse câncer a partir de exposições ao sol sem muita intensidade. Uma característica típica da exposição que causa o melanoma é aquela queimadura de sol que sua pele fica avermelhada e descasca.

Por que a pele fica vermelha quando é exposta ao sol?

Apesar da gravidades e da agressividade do câncer, alguns estudos tem ganhado notoriedade. Entretanto o que se tem percebido é a prevenção na verdade é muito prática e individual.

Um estudo australiano revelou que a forma mais eficaz de você prevenir o câncer de pele, continua sendo o protetor solar.

Publicidade

Surpreendente né? Apesar de toda a tecnologia que temos, o simples e útil protetor solar, a um longo prazo ainda é a melhor opção.

O estudo reúne 3 formas de abordagem quanto à prevenção. Dentre elas estão:

  •  uma estratégia de prevenção primária, ou seja, o uso diário de filtro solar;
  • o diagnóstico precoce através de exames anuais de pele de todo o corpo por médicos, a partir dos 50 anos;
  • Por último, nenhuma intervenção

A vencedora foi a prevenção primária, uma vez que se tratou de um estudo que visava o resultado dentro de 30 anos.

Resultado do estudo:

  • Uma redução de 44% do índice de melanoma, se comparado ao  diagnóstico precoce.
  • Uma redução de 39% nas mortes ocasionadas pelo melanoma, se comparado a não intervenção.
  • 27% a menos de câncer queratinócito, isto é, o principal tipo celular da epiderme.
  • Por ultimo o mais intrigante é que a prevenção com o filtro solar, tem uma redução de 21,7% nos custos sociais, se comparado a bateria de exames para o diagnóstico precoce.

Como usar o filtro solar

Seis dicas para manter a pele hidratada no outono - Jefferson de Almeida

O uso do protetor solar faria uma enorme diferença na quantidade câncer de pele, principalmente em países como o Brasil.

Publicidade

Entretanto você deve usar diariamente e de forma completa, isto é, não basta que você usa apenas 1 vez por dia. Bem como usar quando você já está exposto à radiação. Outra coisa a ser observada é o fator de proteção do protetor, caso não seja compatível para o seu tipo de pele, surtirá pouquíssimo efeito.

É importante que você evite o sol, principalmente, entre 10h e 15h30.

Cuidado:

Lembre-se, se há casos na sua família, ou se você possui essas mutações genéticas, é necessário um cuidado bem maior com sua pele.

Se esse for o seu caso, você deve visitar um oncologista de forma constante, pois  a mutação desse gene também causa câncer de pâncreas e cerebral.

Cuide da sua pele e continue nos acompanhando para mais dicas de saúde.

Publicidade