Uma joia antiga encontrada por pesquisadores revela detalhes de um importante segredo bíblico: a queda de Jerusalém e a destruição do Templo do rei Salomão, eventos de grande importância registrados no Antigo Testamento da Bíblia.

Durante escavações no Monte Sião, fora das muralhas da “cidade velha”, pesquisadores descobriram camadas de cinzas e cerâmica quebrada durante escavações arqueológicas, possivelmente evidências do extenso incêndio que devastou a cidade na época.

Publicidade

As cinzas continham pontas de flechas no estilo cita, associadas ao uso pelos babilônios, e fragmentos de panelas quebradas.

Além disso, a descoberta de um brinco no local intrigou os pesquisadores. Acredita-se que essa joia tenha sido deixada para trás no meio do pânico e revela momentos caóticos vividos pela população durante o cerco e saque da cidade.

Essa joia é apenas a segunda da época encontrada em todas as escavações já feitas em Jerusalém e arredores e revela detalhes desse segredo bíblico.

Escavação

Até o momento, apenas uma pequena parte da antiga cidade foi investigada pela escavação arqueológica, um processo lento e meticuloso.

Publicidade

Além disso, pesquisadores afirmam que os trabalhos são desafiadores devido à rica história de Jerusalém. Estruturas de diferentes períodos se sobrepõem no local, exigindo a condução de diversos estudos no mesmo espaço.

Recentemente, por exemplo, foram descobertos porões da era do rei Herodes e partes das defesas utilizadas durante os ataques dos cruzados em 1099.

Segredo Bíblico

A queda de Jerusalém e a destruição do Templo de Salomão são eventos significativos na história antiga, especialmente no contexto bíblico.

Publicidade

Em resumo, a queda de Jerusalém ocorreu em 586 a.C., quando o rei Nabucodonosor II da Babilônia conquistou a cidade. O Templo de Salomão, construído por ordem do rei Salomão no século X a.C., foi destruído como parte dessa conquista.

O Templo era o centro religioso e espiritual do povo judeu, sendo considerado um local sagrado. Sua destruição simbolizou não apenas a derrota política e militar dos judeus, mas também um evento de profundo significado religioso e cultural. A população de Jerusalém foi exilada para a Babilônia, marcando um período conhecido como o Exílio Babilônico.

Mais tarde, após o retorno dos judeus do exílio, o Segundo Templo foi construído em Jerusalém, mas a destruição do Templo de Salomão permanece como um marco significativo na história e na fé judaica.

Leia também Você tem dinheiro parado no governo? Veja agora!

Continue navegando por aqui!

Publicidade